Cadeira de Balanço


Sunday
Inah


Posted at 9:58 am by Idalia
Comente  




Friday
Versos sobre Ceará-Mirim

A moça feia sorria
e debruçava na janela,
tanta era a alegria
que a banda causava nela
 
Ninguém contava estrelas
pra lua ninguém ligava,
inguém via rosa triste
só a band que passava
 
Minha pequena Lulu
ficava de lá pra cá,
virando retreta a rua
Boaventura de Sá
 
Mas para o meu desencanto
o que era doce acabou,
passou todo aquele encanto,
a vida também passou
 
No destino ninguém manda
noutras terras vim morar
e nunca mais vi a banda
com seu Djalma passar
 
Era um tempo em que ninguém
andava à toa na vida
numa cidade bonita
toda de verde, vestida
 
A cidade tinha banda
o mestre era seu Djalma
que desfilava espalhando
alegria a toda alma
 
Todos nós, em nossa casa
ao ouvir o som da banda
corríamos, alvoraçados
para vê-la, da varanda
 
Quando ela aparecia
lá pros lados do mercado,
descia a ladeirinha
com seu Djalma de lado
 
Os velhinhos suspiravam,
a meninada sorria,
moços e moças sonhavam
e a marcha alegre insistia.
 

Inah Bezerra


Posted at 11:25 am by Idalia
Comente  




Sunday
Colecionador de Quimeras


Quando as minhas angústias
começam a morder-me
ponho-lhes a trela
saio à rua a passea-las
e deixo-as ladrar
ao tédio transeunte.
Depois ponho-lhes asas
e deixo-as voar
como pássaros
em busca de primaveras
imprevisíveis.

António Tomé

Posted at 1:02 pm by Idalia
 




Next Page








<< November 2017 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03 04
05 06 07 08 09 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30








If you want to be updated on this weblog Enter your email here:




rss feed